quinta-feira, 12 de maio de 2016

A montanha mágica*

*Em referencia ao nome da música da Legião Urbana, qual eu gosto muito. Particularmente uma das mais belas músicas da banda. Não tenho certeza, mas Renato Russo pode ter dado título à música, inspirado no romance "A Montanha Mágica" (1924), do escritor Thomas Mann. Mas como eu não sou nenhum poeta ao nível do Renato, ou romancista tipo Thomas, fiz algo pequeno. Mas confesso que eu escrevi ouvindo, (e pensando), na música "A Montanha Mágica" da Legião Urbana.



No alto da montanha estou.
Imóvel, cansado, mas sereno.
Ao longe vejo tudo o que restou,
Num mundo agitado e pequeno.

Sinto as coisas levemente.
Nada ouço, exceto o ritmo do coração.
Há uma guerra travada em minha mente,
Sons de batidas à porta querendo atenção.

Os uivos dos gélidos ventos fazem a melodia.
Cantam em belas palavras soprando aqui, acolá...
A natureza se apresenta em prefeita harmonia.
Levando a terra a tremer de tanto chorar.

Suas lágrimas descem numa linda corredeira.
Por onde passa floresce, faz a vida brotar.
Suavemente com sua doce água, numa brincadeira,
Lembrando-me sonhos que ainda não quero acordar.

Gigante de rocha que descansa eternamente,
Já viu todas as mudanças e também as que virão,
Sábio, permanece imóvel, atentamente;
Ouvindo comigo, alegremente, as batidas do meu coração.

Grande montanha esverdeada,
Deito-me sobre ti nesta madrugada.
Mas assim que o Sol despontar no horizonte,
Prometo deixar-te rumo a outro monte.

Não te entristeças, tenho a ti em meu pensamento,
Longe estarei, mas voltarei a qualquer momento.

3 comentários: