quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Fui, não volto!



Hoje estou sozinho
Ninguém a mim vai dar
O doce carinho que preciso
Por isso sozinho estou

Escolhi assim amor
Sem rancor, sem pena
Sem tristeza, nem dor
Daqui pra frente, seja o que for

Querida, minha estrela
Já amei, sim, à minha maneira
E não vou deixar isso acabar
Confesso, me apaixonei um dia
E sempre ei de a ti lembrar

Quando a luz da Lua se apagar
E o Sol vier a perecer
Terei no meu frio coração
O calor da tua alma para viver

Não! Não te preocupes comigo
Se vou para o norte ou sul
Se estarei em perigo ou longe demais
Vês aquela estrela azul?
Pois dela farei meu abrigo
Para sozinho viver em paz

Adeus, adeus, adeus

2 comentários:

  1. Mais um perfeito!

    "Querida, minha estrela
    Já amei, sim, à minha maneira
    E não vou deixar isso acabar
    Confesso, me apaixonei um dia
    E sempre ei de a ti lembrar"

    ResponderExcluir