segunda-feira, 2 de maio de 2016

Com tempo, sem tempo...


O tempo é algo imenso;
Sem início e sem fim;
É apavorante, intenso!
Têm aqueles que temem o passado,
Tem gente que só vive dele.
O futuro para uns será um duro fardo,
Outros, esperanças veem nele.
Escrituras falam em vida eterna,
Duras penas, perpétua solidão.
Por outro lado, também falam de amor;
Divindades, anjos e mansidão;
Comunhão entre todos os seres;
Todos uníssonos em louvor!
Já faz tempo que se ensina isso:
Uns aprendem,
Outros entendem;
Muitos o ignoram;
Com isso choram.
E o tempo passa,
Ora lentamente, devastador;
Ora tão rápido, indolor. 
Um piscar de olhos e pronto!
Tudo já mudou,
Nada permanece imóvel,
Tudo envelhece,
Tudo perece.
Outras coisas renascem,
E com o tempo crescem.
(Não existiríamos sem ele).
E esse ciclo se segue, assim é a vida.
Assustadora, mas também linda.
Não dá para esperar,
Porém não podemos nos apressar.
É tudo no seu tempo.
E cada instante é diferente.
 As quatro estações não são as mesmas, infelizmente;
Os meses não são iguais;
E no mesmo dia, a noite é diferente da manhã.
Os anos que se passam não têm semelhança;
Mas caminhando junto ao tempo,
Não perdemos a esperança.


Um comentário:

  1. E nada melhor do que o sr. Tempo, não é mesmo?! rsrs
    Gostei.
    Abraço

    ResponderExcluir