sexta-feira, 22 de abril de 2016

Ogum é São Jorge, São Jorge é Ogum.


Caminhando sob um estrelado céu
Vejo uma esplendorosa lua cheia
Parecendo uma noiva com grinalda e véu
Os meus caminhos ela clareia.

Ao lado dela há um Orixá e um santo padroeiro:
Com sua espada, o imponente Ogum,
E com seu alazão São Jorge Guerreiro.

No céu vivas cores se mesclam.
Irradia o forte vermelho da cor do sangue,
Outra cor é da chama, o azul-pavão.
Juntos tornam minha áurea brilhante.

Lute por mim oh santo guerreiro!
Me defenda grandioso Orixá!
Nas minhas preces são sempre os primeiros.
Pois nunca hão de falhar.

Mestre das armas, cavalheiro nobre.
Batalhador, o verdadeiro forjador.
Fez ferramentas em aço e cobre,
Dizimou de seu povo o sofrimento e a  dor.

Lutou contra o império, em carne pereceu.
Mas sua alma é viva, emite raios de luz.
Não se curvou diante do ódio, o venceu.
Carregando seu eterno amor ao Mestre Jesus.

4 comentários: