segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A joia.

Ela é uma linda e delicada flor,
Tão pura, tão bela, sem malícia.
Tem o carisma da altura do amor,
Suaves mãos, Deusa das carícias.

Está sempre colorindo meus sonhos:
Muita graça e um sorriso mágico, me lembra o luar.
Ela é a colorida primavera depois do outono,
Em seu jardim quero fazer meu lar.

Meiga, tímida, porém guerreira,
Tem o poder de nos seduzir,
Mais rica que os versos da Mangueira,
É iluminada, fez o Sol reluzir.

Sua pele da cor nobre,
Suas curvas me tiram atenção.
Vale mais que ouro, prata, cobre,
A joia mais rara, seu coração.

3 comentários: