sábado, 15 de agosto de 2015

1 ano





Olá, Bom dia! Excelente dia: 15 de Agosto. Hoje! É... Faz exato um ano desde o nascimento deste humilde Blog. Impulsionado pela querida Mariana Alves (a produtora rs), eis que surge este espaço para organizar melhor as palavras. 

Como toda data marcante se tem comemoração, não farei diferente. Irei comemorar com direito a bolo e salgadinhos e estão todos convidados.

Hoje é uma data extremamente importante para nossa era. Tão importante quanto ao Feriado de Nossa Senhora, dia 15 de Agosto, em várias cidades do Brasil; Também em 15 de Agosto de 1947, foi declarado o Dia da Independência da Índia; 15/08/1534, é fundada a ordem dos Jesuítas. Que teve como missionário Manuel da Nóbrega; 15/08/1969, abertura do Festival de Woodstock; em 15/08/0042 (D.C.), Maria (mãe de Jesus), segundo a tradição da Igreja teria "dormido" e ressuscitado sendo elevada ao Céu em corpo e alma pelos anjos; e infelizmente, 15/08/1945, poucos dias depois do bombardeio de Nagasaki, o Japão anunciou sua rendição.

Quem sabe, nesta data, 15/08/2015, entrará para os anais da história devido a este simples blog se tornar referência para a “Sociedade dos Poetas Loucos”. Daqui à centenas de anos será lembrado e comemorado À Luz da Lua, o maior acervo de frases e palavras, desde as mais simples às mais enigmáticas. É muita emoção!

Muitas das coisas que posto aqui, releio e penso: "cara, não fui eu que escrevi isto!" Não estou dizendo que é fantástico, ou perfeito, não. São simples. Mas não sei de onde vem essas coisas, as “inspirações”. Pode ser do subconsciente/ inconsciente, vidas passadas... Sei lá! É muita informação em muito pouco tempo. As vezes sai um texto, relativamente grande, completo em cinco minutos; dentro do ônibus; no almoço; na fila do elevador... Não reclamo disso. Apenas digo que é extremamente rápido e sutil.

É uma prazer enorme poder juntar palavras e frases que, para muitos, elas fazem sentido. Para mim também, fazem sentido muitas vezes (afinal sou tão leitor quanto vocês). É importante, nos dias de hoje, pensarmos, fazer pensar, questionarmos, sermos questionados. O discernimento é tudo, a interpretação também.

Espero, com isso, ser interpretado, ser lido, ser compreendido. Ou melhor. Não EU, o Silvio, mas as palavras que passam devagar aqui neste blog. 

Sillumats. Seria um personagem? Ou o autor? ... Eu escrevo, dirijo e interpreto? Não sei! Creio que muitas obras não são minhas, apenas sirvo de meio para expô-las.

Vou comemorar!
Abraços e tenham paz.

Um comentário: