segunda-feira, 18 de maio de 2015

A dança

Tua luz brilhou no céu.
Fez o amor, deu vida!
Tiraste de mim o escuro véu.
Curaste-me de uma grande ferida.

Longe de mim estás.
Perto de ti somente em sonhos.
Desejo a mim teu amor voraz,
Perdurar por mil anos.

Minha estrela, não se vá,
Aproxime-se mais de mim.
No vasto espaço livre a cruzar,
Como um lindo anjo querubim.

Ouvindo uma nobre sinfonia,
Meu coração se emocionou.
Lembrando os passos de magia.
De uma dança que nunca terminou.

3 comentários: