quinta-feira, 21 de agosto de 2014

A malandragem do samba


Ontem, no ensaio, tocando caixa, fiz um pergunta ao mestre, (Junior Sampaio), sobre a levada da caixa "em baixo", pois eu estava conseguindo tirar um som, na batida, que muitos tiram com a caixa tocada no "alto" (como na imagem).

Realmente tira-se o som do instrumento sem precisar levantá-lo, comprovada pelo mestre. Mas surpreendentemente, a resposta não foi da técnica e sim da história haha.

Sensacional!

Segundo o mestre, ele leu em algum livro de carnaval e suas histórias, que os "caixeiros" da época tocavam no "alto" para esconderem o rosto. Incrível!

Realmente todos nós sabemos da perseguição para com o pessoal do samba, das favelas, dos morros, das religiões afro (A religião foi fundamental, pois muitos ogãs de terreiros e barracões, saim da responsabilidade religiosa e partiam para a folia, contribuindo com suas habilidades na percussão). Estas pessoas foram duramente perseguidas como vermes!!! Triste! GRANDE, BRILHANTE época da ditadura e preconceitos por parte da aristocracia, enfim... Sem contar também, claro, acho que o fator maior, é a de alguns foras da lei que se misturavam na muvuca para levar seu ritmo.

Não foge a regra: a caixa é um dos maiores naipes numa bateria; a mais embolada ali na "cozinha" junto com outros instrumentos, sendo difícil identificar cada folião... Enfim, é história que tem muito a ver e que é muito bom ser lembrada. 

Nas próprias escolas de samba e nos blocos carnavalescos, que tomavam conta da cidade na época, por exemplo, a galera do "Cacique de Ramos", "Bafo da Onça", "Bola Preta", "Vai Como Pode", "Estação Primeira", "Deixa Falar", "Vai se Quiser" e o "Bloco dos Sujos" (Hoje o Arranco do Engenho de Dentro), sofriam muita perseguição e opressão dos militares e da alta sociedade. É muita história!!!

Hoje em dia não precisa levar a caixa escondendo o rosto porque ninguém é perseguido por nenhum ditador doente ou algum burguês preconceituoso. (Ou não?)

A levada na caixa, desta forma, no "alto", naquela época, onde muitos eram perseguidos apenas por serem músicos, ou negros, e também, foras da lei, realmente tem um nome: MALANDRAGEM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário